Arquivo da tag: Desentupidora

Desentupir com sabão em pó

7 Dicas Para Manter os Micro-Organismos Fora do Banheiro

Realizar desentupimentos, trocar o lixo e jogar fora a esponja deixarão o local muito mais saudável para toda a família

Uma das partes que deveria ser a mais limpa da sua casa pode esconder alguns perigos para a saúde e o bem-estar de toda a sua família. O seu banheiro, local onde você realiza diariamente a sua higiene pessoal, naturalmente possui micro-organismos nocivos e, embora seja impossível acabar todos eles, você pode minimizá-los.

Na maioria dos lares, o banheiro é o local em que se capricha mais na limpeza, usando produtos como cloro, desinfetante, tira-limo, água sanitária, além de água quente para limpar piso, paredes, box, gabinetes e a privada. No entanto, como o ambiente serve também para eliminar os resíduos do corpo, é quente e é úmido, ele é um verdadeiro convite a bactérias, vírus e fungos.

Embora eles estejam cheios de micro-organismos, nem todos são capazes de causar doenças. Apenas de 1 a 2% deles podem fazer mal, e aqueles com que você deve se preocupar são vírus gastrointestinais, coliformes fecais, salmonela, taphylococcus aureus e fungos dermatofíticos, que causam de diarreia a pé-de-atleta.

As possibilidades de realmente ficar doente devido aos perigos existentes no banheiro são muito reduzidas, e só acontecem se você tiver contato direto com o agente causador. Limpeza semanal no banheiro e bons hábitos de higiene, como lavar as mãos após usar o sanitário, evitar roer unhas e escovar os dentes são suficientes, além de:

ESTENDER AS TOALHAS

Se você costuma pendurar as toalhas úmidas após se secar naqueles ganchos que ficam na parede ou atrás das portas dentro do próprio banheiro, é melhor parar. Ao fazer isso, a umidade e os excessos de sabonete podem ficar presos entre as dobras que se formam, favorecendo a proliferação de mofo e bactérias. Ao invés de pendurá-las, estenda no varal, de preferência sob o sol, até que elas fiquem totalmente secas. Depois disso, guarde-as em um local seco e arejado até o próximo uso. Não se esqueça de trocá-las com frequência, principalmente as toalhas de rosto.

TAMPAR O VASO SANITÁRIO ANTES DA DESCARGA

Microorganismos no banheiroApesar de não ser o local mais sujo da casa, a privada pode fazer com que os germes circulem. Ao dar a descarga com a tampa da privada aberta, você fará com que eles contaminem toalhas, sabonetes, torneiras, escovas de dentes e janelas, pois os micro-organismos são arremessados para o alto e ficam ativos no ar por até duas horas. Se você tiver algum problema com a privada, providencie rapidamente o desentupimento, pois eles só aumentam a quantidade de perigos e podem dar um verdadeiro trabalho para limpar , tornando-se necessário contratar uma desentupidora, se você deixar que um acidente ocorra.

 

REMOVA ITENS DESNECESSÁRIOS

No banheiro, vale a máxima “menos é mais”. Por isso, elimine do local todos os itens que não precisam estar ali ou que podem ser acomodados em gavetas ou em outro ambiente. É o caso de hidratantes, maquiagens, cortinas, celular e velas aromáticas, que podem ser colônias de bactérias sem que você perceba, além de estragarem com mais facilidade. Quanto aos tapetes que ficam dentro do box, só use em caso haja risco de acidentes, como pisos muito lisos ou pessoas idosas. Nesse caso, é preciso desinfetar com água sanitária duas vezes na semana.

ABRIR AS PORTAS E JANELAS

Se o vapor que sai da água quente durante o seu banho não for embora, ele vai se tornar bolor nas suas paredes e teto. É essencial evitar os banhos muito quentes e demorados e deixar a janela aberta ou o circulador ligado. Tente manter a porta e as janelas sempre aberta, mas, se não for possível, deixe pelo menos a porta aberta por no mínimo 20 minutos após finalizar o banho para que o ar possa circular.

DESCARTAR A ESPONJA DE BANHO

As esponjas são os locais onde os germes têm mais chances de se desenvolver. As bactérias adoram usar o boxe do chuveiro para isso e, como as esponjas ficam armazenadas ali, cheias de água e sabão, além de resíduos de pele, elas são um bom lugar para que isso aconteça. Se for possível, evite o uso desse item. No entanto, se você realmente gosta de tomar uma ducha com esponja, deixe-a secar sob o sol sempre que conseguir e troque-a pelo menos uma vez a cada três semanas.

TROCAR O LIXO

Por acumular muito material orgânico, as lixeiras podem exalar odores desagradáveis e, ainda, acumular micro-organismos nocivos para a saúde. Para minimizar esses efeitos, o ideal é adquirir uma lixeira com pedal de material fácil de limpar, como o aço inox ou plástico, que podem ser desinfetadas e lavadas, e que ficarão abertas apenas enquanto você estiver acionando o pedal com o pé, sem precisar colocar as mãos na tampa do objeto. Faça a troca do lixo antes que ele transborde e, se for passar alguns dias fora de casa, retire todo o seu conteúdo e higienize as lixeiras.

USAR SOLUÇÕES CASEIRAS

Algumas receitas caseiras ajudam a deixar o banheiro livre de agentes causadores de doenças sem gastar muito dinheiro com os produtos de limpeza e sem estragar os materiais, além de serem boas opções para pessoas sensíveis aos componentes das fórmulas industrializadas. Por exemplo, para saber como limpar porcelanato, é só diluir um pouco de detergente em um balde de água e passar na superfície com um pano macio. Já a mistura de água, cloro e bicarbonato de sódio é capaz de remover o limo que se acumula entre o rejunte dos pisos e paredes. Contudo, para o desentupimento de vaso sanitário, pode-se tornar necessário a contratação de profissionais que estão habituados com este serviço.