LIGAMOS AGORA!

SE PREFERIR, LIGUE GRÁTIS

0800 772-9000

As redes sociais dos funcionários devem interferir nas decisões da empresa?

Sem um consenso, as redes sociais geram diversas polêmicas, principalmente para quem está em busca de um novo emprego


Funcionários nas redes sociais

Com candidatos cada vez mais conectados à internet, um dos dilemas de quem está contratando é justamente se deve ou não considerar as informações disponibilizadas on-line antes de aumentar a equipe. Ainda não existe uma regra sobre o assunto, mas, se você quer garantir uma boa oportunidade profissional, é melhor deixar tudo atualizado, decente e visível para os recrutadores.

A discussão sobre o assunto é relativamente nova. Surgiu a pouco mais de dez anos atrás, com o lançamento do Orkut, a primeira rede social que dominou o Brasil. Com a aderência em massa de mais de uma rede, como Linkedin, Facebook, Instagram e Snapchat, a dúvida persiste e ainda não há uma resposta única sobre o assunto.

Historicamente, a introdução de uma nova tecnologia em larga escala causa impactos na sociedade, e esse é o caso dos novos canais. É recente a punição para crimes praticados virtualmente, a aceitação de aplicativos que facilitam a economia compartilhada e até mesmo a regulamentação para as operadoras de telefonia móvel. Assim como todos estes antes de sua consolidação, as redes sociais têm sido encaradas pelos recrutadores como benéfica e maléfica para os candidatos. Acompanhe quais são as principais questões sobre o tema e faça a diferença em sua próxima tentativa:

Ética


Ética profissional

Muitos profissionais que atuam no departamento de recursos humanos encaram como antiético fuçar pelo perfil do profissional nas redes. A atitude está muito relacionada à resistência em inovar nessa área, pois, nos velhos tempos, o RH só tinha acesso às informações que os candidatos entregavam no currículo e durante a entrevista e, no máximo, com as referências indicadas.

Entretanto, algumas empresas já implementaram a busca nas redes sociais como verdadeira etapa do recrutamento. Em casos como este, antes de entrar em contato com o profissional, o RH procura por informações essenciais sobre seu perfil, comportamento e comprometimento em todas as redes possíveis. Se algo não estiver de acordo com as necessidades da empresa, o trabalhador já é eliminado da lista de possibilidades.

Tipo de rede


Tipos de redes sociais

O Linkedin é a rede certa para que você exponha a sua vida profissional. No perfil, você pode colocar as informações que gostaria que o recrutador soubesse sobre você, de preferência, aquelas que são positivas. Por isso, é preciso ficar atento aos detalhes, como foto e erros na língua portuguesa, que podem resultar em desistência se o RH flagrar o excesso de bebidas alcoólicas ou cigarros, roupas que chamam a atenção e um “mais” no lugar de “mas”, por exemplo.

Alguns recrutadores se limitam apenas à verificação do perfil profissional. No entanto, aqueles que querem te conhecer a fundo vão procurar pelos seus posts no Facebook, no Instagram e em quaisquer redes em que for possível encontrá-lo. O interesse deles dessa vez é desvendar as suas opiniões por meio dos textos que você escreve, links que compartilha, páginas do seu interesse e vídeos e imagens em diversas situações. Pode não parecer, mas com essas ferramentas é possível determinar se você está apto ou não para a vaga que a empresa está oferecendo. Por isso, é melhor deixar os assuntos polêmicos privados nas redes, e oferecer a esses profissionais algumas pílulas da sua personalidade.

Comportamento do candidato


Comportamento profissional fora da empresa

Os canais sociais são mais uma forma que o recrutador possui para conhecer o candidato. Além dos testes e entrevistas, nas redes, a pessoa que está tentando determinada posição profissional consegue se mostrar ainda mais. Isso pode ser uma vantagem se você é tímido ou tem dificuldade de se expressar em situações de pressão, mas tem muito conteúdo para oferecer. Agora, se você exagerou na entrevista pessoalmente tentando ser uma pessoa que não é, o estudo das redes sociais vai revelar o vacilo, e não vai ser bom para a oportunidade.

Privacidade


Privacidade profissional

Questão importantíssima, a invasão de privacidade é uma das principais polêmicas em relação ao assunto. É comum que os usuários se exibam em excesso nas redes, pois esse é o novo comportamento de uma geração conectada. A existência do perfil, entretanto, não é um convite para que o departamento de RH faça a sua avaliação quando se trata de uma chance de ser empregado.

Se você não quer que determinadas informações vão parar nas mãos do recrutador, você deve fechar o perfil ou selecionar apenas alguns destaques para que eles possam visualizar. No entanto, vale lembrar que, atualmente, um perfil público está aberto a todos que se interessarem por visualizá-lo, e, se você se sentir que a sua vida íntima está sendo invadida ou que o seu trabalho está sendo prejudicado devido a estas ações, você pode acionar a delegacia para tomar providências legais.

Você também pode gostar de:


Saiba porque contratar uma empresa de desentupimento é importante


Foi contratado? Se controle


Funcionário contratado

Após a efetivação, surgem diversas novas solicitações de amizade e novos contatos para adicionar nas plataformas. É por isso que, mesmo contratado, você continua sendo vigiado pelos chefes e colegas, e qualquer comportamento que não esteja alinhado aos valores da empresa pode te levar para uma conversa com o RH.

Se você conseguiu o emprego que desejava, tenha ainda mais cuidado com o conteúdo das suas páginas. Quem defende atitudes preconceituosas, lança indireta para a equipe ou fala mal da própria empresa ou parceiros com certeza será mal visto pelos colegas, o que pode interferir no rendimento profissional. Se você prefere manter a sua liberdade, é melhor avisar desde o primeiro dia que contatos profissionais só são aceitos no Linkedin, de forma educada para não parecer arrogante.

Nós nunca sabemos quando vamos precisar de uma empresa desentupidora. Por isso, não hesite em contatar a Desentupir 24h! Quer saber de todas as novidades e dicas de desentupimento? Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro de tudo!

Este conteúdo é protegido pela lei de direitos autorais (Lei 9.610 de 19/02/1998). Sua reprodução total ou parcial é proibida nos termo da lei.

Copyright a Desentupir 24h Comércio de Serviços Ltda. © 2015