LIGAMOS AGORA!

SE PREFERIR, LIGUE GRÁTIS

0800 772-9000

Água: necessário cuidar

Acordamos, escovamos os dentes, tomamos banho, preparamos o café, limpamos a boca com guardanapo e lavamos a louça. Para realizar todas essas atividades,é necessário usar água. A energia vinda das quedas d’água (via hidrelétricas) faz lâmpadas acenderem, chuveiros aquecerem e geladeiras refrigerarem. E para produzir o guardanapo que usamos é necessária muita água. Sem esquecer que o combustível de seu carro também precisa de água, e utiliza a mesma na sua fabricação. A água é essencial para a nossa vida.
Sem ela em quantidade e qualidade adequadas, não é apenas o desenvolvimento econômico-social e a nossa rotina que ficam comprometidos, mas também a nossa própria sobrevivência. Só existimos porque há água na Terra. Por isso, a disponibilidade desse recurso é uma das principais questões socioambientais do mundo atual. De acordo com o relatório trienal divulgado em 2009 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em 2025, cerca de 3 bilhões de pessoas - mais da metade da população mundial - sofrerão com a escassez de água. "Se a média de consumo global não diminuir, o cotidiano da população pode ser afetado drasticamente, inclusive no Brasil", diz José Galizia Tundisi, presidente do Instituto Internacional de Ecologia de São Carlos e autor de livros sobre o tema.
Para ficar por dentro do assunto, o primeiro passo é compreender que, diferentemente do que ocorre com as florestas, a água é um recurso que tem quantidade fixa. Em teoria, dá para reflorestar toda a área desmatada da Amazônia, pois as árvores se reproduzem. Mas não é possível "fabricar" mais água. Segundo O Atlas da Água, dos especialistas norte-americanos Robin Clarke e Jannet King, a Terra dispõe de aproximadamente 1,39 bilhão de quilômetros cúbicos de água, e essa quantidade não vai mudar. Desse total, 97,2% dela está nos mares, é salgada e não pode ser aproveitada para consumo humano. Restam 2,8% de água doce, dos quais mais de dois terços ficam em geleiras, o que inviabiliza seu uso. No fim das contas, menos de 0,4% da água existente na Terra está disponível para atender às nossas necessidades. E a demanda não para de crescer.
A ESCASSEZ HÍDRICA NA ÁFRICA É UM PROBLEMA ECONÔMICO Robin Clarke e Jannet King fazem um alerta: "Não se engane: o abastecimento de água no mundo está em crise, e as coisas vêm piorando". A crise a que eles se referem pode ser de três tipos. Há escassez física quando os recursos hídricos não conseguem atender à demanda da população, o que ocorre em regiões áridas, como Kuwait, Emirados Arábes e Israel, ou em ilhas como as Bahamas. E existe a escassez econômica que assola, por exemplo, o Nordeste brasileiro e o continente africano. Há ainda regiões ou países que vivem sob o risco de crises de abastecimento e de qualidade das águas pelo uso exagerado do recurso. Austrália, Espanha, Inglaterra, Estados Unidos e Japão sofrem com isso. "A recomendação da Organização das Nações Unidas (ONU) é que o consumo médio seja de 50 litros diários por habitante", portanto é necessário ter ações para minimizar o desperdício de água, utilizar de modo responsável, de modo a garantir o recurso hídrico para as futuras gerações.

A Desentupidora DESENTUPIR 24h alerta para algumas dicas simples que contribuem para o meio ambiente:

Ensaboe a louça com a torneira fechada e enxague todos de uma vez depois de ensaboados. Utilize um protetor de ralo de pia para evitar que alimentos presentes na louça entupam o encanamento. Não jogue restos de comida, óleo ou gordura no ralo da pia. 1 litro de óleo contamina 1.000.000 de litros de água, portanto o óleo não pode ser jogado na pia. O óleo também contamina o solo, portanto o mesmo deve ser separado em um recipiente e levado para a reciclagem.  
Você também pode contribuir para implantar a coleta seletiva no seu bairro ou condomínio. Há empresas que produzem biocombustível com o óleo de cozinha, e o mesmo pode ser usado para fabricação de sabão. A associação ecoleo disponibiliza pontos de coleta de óleo usado de cozinha http://www.ecoleo.org.br/ecopontos/sp_sp.html. Restos de comida, óleo e gordura ao serem jogados no ralo, além de poluir e desperdiçar água, exigirão a intervenção de uma desentupidora;
Empresas que trabalham com óleo lubrificante não podem despejar óleo usado na pia, e as embalagens após o uso devem ser destinadas para revendedores ou fabricantes, de acordo com a Lei 12305/10, a Política Nacional de Resíduos Sólidos.
Evite vazamentos em encanamentos, torneiras, caixas de descarga e outras instalações, qualquer sinal de gasto excessivo de água ou de vazamento de esgoto, contrate a Desentupidora Desentupir 24h!

Fonte: Revista Nova Escola /Especial Meio ambiente - 05/2010

Este conteúdo é protegido pela lei de direitos autorais (Lei 9.610 de 19/02/1998). Sua reprodução total ou parcial é proibida nos termo da lei.

Copyright a Desentupir 24h Comércio de Serviços Ltda. © 2015